Avaliação de Imóveis

A avaliação da propriedade imobiliária visa a estimar o seu valor e, pode ter entre outros fins, a partilha dos bens de uma herança, a compra ou venda de imóveis, o financiamento (hipoteca/hipotecário), na compra ou construção de um imóvel, o estudo econômico e financeiro de um projeto de investimento, cálculo de indenização por expropriação, determinação do valor para efeitos fiscais, etc.

Métodos de Avaliação

A avaliação de imóveis está regulamentada pela ABNT – Associação de Normas Técnicas e normatizada pela Norma Brasileira NBR 14.653.

As metodologias avaliatórias utilizadas para avalição mercadológica de imóveis são as seguintes:

Método Comparativo Direto de Dados de Mercado

Apartamentos, casas, salas, conjuntos, terrenos, lotes, prédios, galpões, depósitos armazéns, glebas urbanizáveis, imóveis rurais e locações

Método Involutivo

Terrenos, lotes e glebas

Método Evolutivo

Casas, prédios, lojas, galpões e armazéns

Método da Capitalização de Renda

Valor locativo, remuneração

Objetivos da Avaliação

  • Avaliações no âmbito da atividade creditícia
  • Avaliações no âmbito dos Processos Judiciais (inventário, herança..)
  • Avaliações para Apuração de Haveres de Sócio Retirante
  • Avaliações patrimoniais de particulares e empresas
  • Avaliações no âmbito das expropriações por utilidade publica
  • Avaliações no âmbito fiscal

Avaliadores Associados

Larissa Gumz Pimentel da Costa

  • Corretora de Imóveis - CRECI/SC 42.449
  • Cadastro Nacional de Avaliadores de Imóveis - CNAI/SC 38.152

Perita Avaliadora Judicial habilitada a realizar Avaliações e Perícias de Imóveis pelo Artigo 3º da LEI 6.530/78 que regulamenta a Profissão de Corretor de Imóveis, ratificado pelo Recurso Especial 277.443 do STJ – Superior Tribunal de Justiça e pelo Agravo de Recurso Especial 88.459 DF – STJ, e dentro da conformidade da Resolução 1.066/2007 – COFECI – Conselho Federal de Corretores de Imóveis, para a realização de Avaliações e Perícias Judiciais de Imóveis Urbanos e Rurais.